Louca por livros

Tempos atrás respondi a TAG Louca por filmes. Daí a Kat me deu a ideia de fazer a Louca por livros, já que ultimamente ando lendo mais que vendo filmes. Claro que eu adorei, né?! Terminei demorando um pouco pra conseguir fazer, maaaaaas… cá estamos!

1 – Qual foi o último livro que você leu?
Capitalismo Parasitário. Precisei ler pra uma cadeira da universidade e adorei. Bauman é demais!
Captura de Tela 2014-11-02 às 14.44.46

2 – Qual livro você quer muito ler?
Poxa! São vários. No momento to com Morte Súbita no capítulo 2, esperando as leituras obrigatórias darem uma trégua pra ele ser terminado. Quero muito terminar os livros de Sandman, que só li o primeiro. Também estão na lista O oceano no fim do caminho, Espero alguém, Fadas no divã, dentre (muitos) outros.

3 – Um livro pra chorar
Chorei rios lendo Eleanor & Park e Quem é você, Alasca?. Dois livros pra chorar, dois dos livros que mais gostei esse ano.
ep3

4 – Um livro para rir
Toda Mafalda ❤003

5 – Um suspense
Ai que difícil! Não sei. Desventuras em série?

6 – Um livro para ler com a família
Harry Potter. Na minha família quase todo mundo leu.

7 – Um romance
Carta a D. Um dos livros mais lindos que li na vida! ❤

8 – Um livro lindo
Um diaPara Francisco também é lindo. Como livro nunca é demais, fico com os dois.
Captura de tela 2014-09-23 às 22.59.42

9 – Um livro pra morrer de medo
Terminei de responder a TAG, voltei pra essa e não consigo responder. A menina que roubava livros. Não dá medo, mas eu acho que ele merece um lugar pra chamar de seu nesse post.

10 – Um livro que não vale a pena ler
Acho que toda leitura é válida, mas não indico O Guia Politicamente Incorreto da Filosofia pra ninguém. Chato.

11 – Um livro para o feriado
O Irresistível Café de Cupcakes. Se o feriado for grande, pega Comer, Rezar, Amar também.
002

12 – Quadrinhos
A TAG original pediu um desenho animado, adaptei pra quadrinhos porque… porque sim. Como já indiquei a Mafalda por aqui, dessa vez vamos de Calvin and Hobbes, embora Persépolis também seja muito bom.

13 – Um livro que todo mundo deveria ler
Extraordinário. TODO mundo deveria ler, mesmo. Não leu ainda? Corre! Vale a pena cada página.

14 – Um livro que tenha lido três vezes ou mais
A vida segundo Peanuts é o único que repito.

15 – Um livro para meninas
Melancia de Marian Keyes. Adoro as meninices dela.

Foi mais difícil do que com os filmes, mas consegui responder a TAG. Agradeço especialmente ao skoob pela ajuda. ❤
Alguém por aí topa responder? 😉

Anúncios

12 comentários sobre “Louca por livros

    1. O que é aquela parte em que a tragédia acontece (pra não fazer spoiler, vai que alguém ainda não leu)? Chorei rios! :~~~ Caberia demais.
      E Harry Potter é vida. Quero ler pros filhos e pros netos ❤

  1. Amei e odiei a tag ao mesmo tempo hahahaha Menina, prometi pra mim que não compraria mais livros esse ano! Sou super consumista pra llivros, mas o mestrado não está me deixando viver hahahah To numa depressão danada de ver tudo que eu não estou conseguindo ler… mas enfim, vou anotar as suas dicas.
    No momento estou lendo O Mundo de Sofia. Estou me embranhando pela filosofia e achei que seria uma boa leitura hahaha E também estou lendo O Livro do Travesseiro que eu recomendo DEMAIS. Eu mostro ele pra todo mundo que vem aqui em casa haahahha Quando terminar vou escrever alguma coisa sobre no blog!

    1. Ai Carol, te entendo demais! Também não posso comprar mais nada pra ler até o final do ano, simplesmente porque não vou conseguir dar conta do que já tenho. A faculdade tá DEMAIS esse período e comecei a ler Morte Súbita em Agosto e, bem, continuo no segundo capítulo. Só vou conseguir terminar nas férias.
      Eu comecei O Mundo de Sofia mas larguei na metade. Isso já faz uns bons anos e me prometi que em outra época da minha vida eu terminaria. Acho que vou tentar de novo assim que terminar esse período da faculdade.
      O livro do travesseiro nunca ouvi falar. Vou esperar tu escrever sobre ele no blog, já que me prometi que livros novos só em 2015 (daí vou ter uma lista gigantesca que só ganhando na mega-sena da virada pra conseguir dar conta =x).
      =*

  2. Amei Eleanor & Park e Um Dia é lindimais, um dos meus preferidos ❤ Infelizmente estou tendo que ler o Guia Politicamente Incorreto da Filosofia para umas aulas e meudeus que ridículo. Aquele cara é machista e tosco!!
    Adorei a tag, acho que vou acabar respondendo também hahaha
    Beijo

  3. EU TOPO! Hahaha, sou a mais entusiasta né? Vamos por partes: Bauman é demais. Demais. Eu tenho uma panca de que mesmo tenso parado de estusar Ciências Sociais não posso ficar sem ler aquilo que lia na época. Porque tem muito conhecimento ali e não pode se perder entre as minhas Becky Blooms e Nora Roberts da vida. Não é que seja mais importante, não. Mas não pode ser preterido por ser mais denso. Tenho medo que se perca. Sacomoé? ENFIM. Eu baixei Eleanor & Park e veio num formato meio weird, ai pensei: vou baixar outro, e depois leio. Ai vi que tu chorou litros, e ok, eu passo. Imagina, eu chorei lendo o trechinho da foto do Carta a D. De duas uma, ou sou muito descompensada ou essa TPM tá danada mesmo. E olha, chorei demais lendo Para Francisco, e se eu começar a lembrar muito… nem preciso dizer, né? HP é vida. Um Dia tô com medo de ler . E um livro assustador eu não sei se saberia dizer, li no máximo os da Agatha Christie que se encaixariam melhor no Suspense. Sou louca pra ler O Iluminado =O E Os quadrinhos: Mafalda e Calvin e Haroldo são demais, INCRÍVEIS. Quero muito que minha futura filha(o) seja como a Mafalda kkkkk. Ahhhh olha quem também consegue fazer comentários gigantes! Bilu bilu tetéia. :*

    1. Hahahaha entããão, eu concordo. Acho que sempre vale a pena alternar os livros mais densos com os mais leves. Eu ia dizer que chorei em Eleanor & Park porque sou mole, mas depois de ler o restante do teu comentário, há grandes chances de tu ser mole que nem eu e chorar também. Mas o livro é lindo, mesmo. Pra ser mais lindo só tendo dois.
      Tu devias muito ler Carta a D., é a coisa MAIS LINDA do mundo. ❤
      =*

      1. D. é Dorine, mulher do autor, que é homenageada no livro. Eles foram casados por quase 60 anos e ela tinha uma doença degenerativa. O livro é uma declaração de amor e o mais incrível é que é todo real. O final é triste, mas o todo vale a pena. No começo do livro ele escreve “Já faz cinquenta e oito anos que vivemos juntos, e eu te amo mais do que nunca”. Tem como não amar?

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s