Asylum

No CLBS 2015 começa com série!

Terminei a segunda temporada de American Horror Story no último dia de 2014. Asylum foi minha primeira escolhida pras férias porque todo mundo me falava muito bem dela. Então, desculpe mundo, mas eu precisar discordar.

Assisti a primeira temporada de American Horror Story em 2011 (se não me engano) e lembro que adorava. Todos no trabalho assistiam e era a série mais comentada por lá. Ok, a história era meio bizarra, mas nada contra bizarrices. Eu curtia e ❤ Tate.
Estava tudo bem… até o final. O QUE FOI AQUELE FINAL? Por favor, gente! Parem de cagar tudo no final. Não é legal, não pega bem e as pessoas ficam muito tristes (por pessoas, entendam essa que vos fala). O final da primeira temporada foi ruim nível True Blood. Mas eu sou essa pessoa curiosa e gente curiosa é terrível. A coisa é ruim, muitomuito ruim, mas a gente continua ali, firme e forte, só porque não consegue ficar sem saber o que acontece. Só que quando a segunda temporada saiu, ouvi comentários que não tinha nenhuma ligação com a primeira. Imediatamente minha curiosidade foi pro limbo, não teve Adam Levine que me corrompesse e eu vivi feliz e longe de American Horror Story, até dezembro de 2014.

Assim que entrei de férias me rendi a curiosidade sobre o manicômio comandado pela igreja, igualzinho ao que eu tinha estudado na aula de psiquiatria. Daí ok, vamos lá. Baixei logo os 5 primeiros episódios, porque eu tinha certeza que depois que visse o primeiro não conseguiria mais parar – vício, sabe como é, né?

Asylum fala sobre a sanidade e a falta dela. Médicos, freiras e um padre são responsáveis pela Briarcliff, Instituição Mental que cuida de criminosos considerados insanos em 1964. A história começa quando a jornalista lésbica Lana Banana Winters entra na instituição para cobrir a história de Tate Kit Walker (acusado de ser o assassino Bloody Face), com a desculpa de entrevistar a Irmã Jude sobre a padaria que funciona em Briarcliff. As coisas começam a acontecer e, preciso dizer, fiquei com um pé atrás quando vi a mistura de igreja, extraterrestres, possessão demoníaca, psicopatas, nazistas, a morte em pessoa, assassinos, resultados de testes científicos e gente como a gente.

Não é que seja ruim, não me entendam mal, mas foi propaganda demais, sabe? Quando você fala muito bem de uma coisa, cuidado! A outra pessoa podia até gostar daquilo, mas a propaganda foi tão grande que a coisa termina não conseguindo suprir as expectativas.

Achei Asylum:
– trash (ok, já esperava por isso);
– as maquiagens muito bem feitas (menos o sangue);
– que o roteirista viajou demais na história (ok, faz parte);
– os acontecimentos muito previsíveis (as amigas discordaram);
– desnecessária a morte de Grace;
– que faltou explicar algumas coisas no final (imperdoável).

Não viciei e assisti os episódios calmamente. O máximo de episódios vistos num dia foram 3, só porque eu decidi que queria terminar antes do fim do ano. Então o veredito: Ok. Não é ruim, mas não é amor. É ok e o final é infinitamente melhor do que o da primeira temporada, o que já salvou muita coisa.
A terceira temporada, Coven, fala sobre as bruxas de Salém. Já me falaram que é boa, mas o mundo está sem credibilidade quando o assunto é American Horror Story. Estou em dúvida se eu dou outro intervalo de três anos até a próxima temporada, se nunca mais assisto, ou se “já to no inferno, abraço o capeta”. Gente curiosa, já expliquei. A série vai pra quinta temporada, que está confirmada e prevista pro segundo semestre de 2015.

Alguém aí assiste/assistiu e quer abrir o coração sobre?

3Nota: 3 baldinhos de pipoca.

Anúncios

9 comentários sobre “Asylum

  1. Nunca tinha assistido AHS, mas tive que fazer um trabalho de direção de arte na faculdade e escolheram o primeiro episódio de Asylum! Só para a análise, assisti umas 3 vezes o primeiro episódio porque tinha que ficar atenta nos detalhes. Mas no decorrer do trabalho fui ficando curiosa para saber o restante dessa história e quem diabos era o Bloody Face! Demorei um pouco para terminar de assistir mas consegui kkkkkk agora o “Dominike nike nike” não sai da cabeça!!!

  2. Talvez tenha sido a propaganda mesmo que te fez não achar lá essas coisas, a maior q eu tive foi q era melhor q a primeira e só. kkkk E é massa ver a subjetividade quando se fala de séries, é tanto amor e ódio envolvido. A primeira coisa que me chamou a atenção na segunda temporada foi o fato de ser totalmente diferente da primeira (Que detestei inteira, não só o fim, e só vi pq já tinha começado mesmo) depois foi ver a mistureba de coisas (ET’s, igreja, manicômio, psicopatas, nazista, gente possuída…).
    Fui gostando e assisti em duas semanas por causa da falta de tempo. Concordo que não foi legal as peças soltas que deixaram, foi sacanagii -_-
    Fiquei mto curiosa pra ver o desenrolar das personagens que eu gostei mais, Lana Banana e Sister Jude ❤ Adorei o final, pq era oq eu queria, mas q tava esperando q fosse diferente pq nunca é do jeito q eu quero kk.
    Sobre a terceira, eu gostei mto também, de cara vi logo a metade. Mas parei por aí, pq Hannibal e Legend of Korra me sequestraram e não me deixaram ver mais nada.

    1. É engraçado ver como os personagens por quem nos apegamos diz sobre nós, né? Mas incrivelmente, dessa vez eu também me apeguei a irmã Jude (não no começo, claro) e a Lana Banana, embora eu tenha tido vontade de dar uns petelecos nela quando ela tomou aquele café com Tate, quer dizer, com Kit.
      Achei a mistureba DEMAIS, Ju. Sei lá. Acho que ali tinha pauta pra mais umas 3 temporadas hshshshs
      Acho impressionante como tu consegue lidar com um número tão grande de séries. Eu sou muito curiosa, quando começo a ver, preciso ver logo tudo e não consigo começar outra e largar aquela. Daí que Revenge e The Vampire Diaries tão voltando, eu dei logo conta de Asylum e baixei o primeiro episódio de Outlander, que ainda não vi porque to com receio de gostar demais e não fazer mais nada da vida até terminar. xD

      1. Outlander ❤
        É paixão na certa, não assisti ainda pq já tenho mais de 20 séries pra terminar 😥 e sei q n vou conseguir nessas férias. Mas ela tá na lista de um futuro próximo. Voltei com Revenge ontem, acho que agora vai \o/

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s