sem nome, mas com endereço

[play]

você me fez precisar acreditar que as coisas não acabavam aqui, que existia mais, que existia além, que existia depois. hoje, não preciso, mas sigo acreditando que existe tanto mais além do pouco que meus olhos vêem, do que minha racionalização exagerada entende.
sem saber, você me fez perceber e entender a importância do aqui e agora, me ensinou que só temos esse momento, que o depois… que do depois a gente nunca vai saber. me ensinou que preciso estar inteira no presente, viver o que sinto, falar o que transbordo, me permitir ser, mesmo às vezes sendo meio desajeitada, esquisita e bagunçada, fazendo um monte de besteira. sem querer, você me fez questionar milhares de vezes: “se não agora, quando?”. isso me impulsionou e fortaleceu pra tanto que eu não acreditava ser capaz. sou.
é massa poder perceber quanto aprendi contigo. sou grata. demais. mas na próxima, espera pra me ensinar a escolher o vinho… ou pelo menos até eu registrar teu abraço e o som da tua risada.
onde você estiver, espero que tenha tido festa aí, porque eu sigo superestimando aniversários e, aqui, o dia 22 de agosto vai ser sempre teu. te amo.

Captura de Tela 2019-08-28 às 23.24.10

Anúncios

Um comentário sobre “sem nome, mas com endereço

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s