CosmoTAG: 5 personagens de livros para ser amiga

Em abril, o grupo Discípulas de Carrie lançou essa CosmoTAG, mas como estava ausente dessa vida, resolvi responder agora. Atrasada sim, mas quem se importa?

Todos os livros que realmente gosto contam com o fato de eu ter me envolvido emocionalmente com um ou mais personagens. Sempre tem um amor platônico, alguém pra quem preciso dizer umas verdades, alguém que quero socar a cara, puxar a orelha ou que quero abraçar e dizer “vem cá, migs”. É esse post é sobre essas últimas pessoinhas.

1. Eleanor
Quando fiz esse post falando sobre Eleanor & Park, falei que queria ser amiga da Eleanor. Queria mesmo. Queria dar um abraço nela e dizer que tudo ia ficar bem. Sofri as dores dela, torci por ela e Park, e chorei até desidratar no final. Eleanor, miga, vem cá, senta aqui, vamos conversar.

2. Auggie
Extraordinário é um dos meus livros preferidos da vida e 90% disso é culpa do Auggie. Que personagem maravilhoso

3. Emma
Sim, claro, com certeza. Um dia também está na minha lista de queridinhos e se eu quis TANTO esculhambar Dexter, foi pela amizade que eu obviamente tinha com Emma. O tanto que eu chorei no final daquele livro, também tem uma relação óbvia com essa amizade.

4. Louisa Clark
Se alguém leu Como eu era antes de você e não terminou miga da Lou, precisa rever isso aí. Eu já a adorava no livro, depois do filme então… amiga pra vida toda. Até hoje não superei aquele final, não aceitei nada do que aconteceu e vou passar o resto da vida esperando um final diferente, mesmo depois de ler Depois de você. Lou, miga, vamos conversar ali em Paris.

5. Laurel
Em Cartas de amor aos mortos, assim como em Eleanor & Park, foi um apego tão forte que sofri junto, me apaixonei junto, detestei junto e, Laurel, senta aqui, comigo e com Eleanor, vamos conversar.

Quero saber os personagens que vocês gostariam de ser amigs também. Quem sabe não acho umas novas amizades literárias por indicação?!

13333013_1103241236365340_7159263438347960248_n

Auggie & Eu

Já leu Extraordinário? Se não leu, faça-se um favor: levante e vá na livraria mais próxima. Prometo que não vai ser arrepender! Ah, e volta assim que terminar, por favor. (;

Pronto, agora que você já leu Extraordinário, vamos falar sobre Auggie Pullman, mais especificamente sobre Auggie & Eu.capa

Com a mesma linguagem deliciosa de Extraordinário, R. J. Palacio traz em Auggie & Eu três histórias que acontecem paralelas a história contada no primeiro livro, como um complemento a tudo que a gente já sabia sobre Auggie, Julian, Summer, Jack, Sr. Buzanfa e os demais personagens. auggie2

O livro é dividido em três partes. A primeira, O capítulo do Julian, conta a vinda de Auggie para a Beecher Prep pelo ponto de vista do Julian, e eu que achei ele tão irritante em Extraordinário, terminei esse capítulo com uma visão totalmente diferente do garoto. A segunda parte é chamada Plutão e é narrada por Chris, o primeiro amigo de Auggie. A última história, Shingaling, é narrada por Charlotte, a terceira integrando do “comitê de boas-vindas” do Auggie da escola.auggie3

O livro é lindo e acredito que não tinha como não ser. Ele também fala sobre gentileza e mostra que nem sempre as coisas são tão simples, “preto no branco”. O capítulo Julian tá aí pra dar uns tapinhas em todo mundo que viu o Julian apenas como um menino detestável no primeiro livro, afinal, como leitor, foi fácil tomar as dores do Auggie. Falando nisso, dentre as três, O capítulo Julian foi a minha história preferida. Quis dar um abraço em Julian no final, mas como não deu, abracei o livro ao terminar a última página, assim como fiz ao terminar Extraordinário. Sério, Palacio tem uma escrita maravilhosa! Queria dar um abraço nela pra agradecer a oportunidade de ler livros tão lindos. auggie

“Um erro não define quem você é (…). Entende?
Você pode simplesmente fazer a coisa certa na próxima vez.”