Gilmore Girls

Eu assistia Gilmore Girls na adolescência. Acompanhei por um tempo, mas comecei a perder um episódio e outro e outro e PAN, parei. Daí que um tempo atrás, não sei porque, fiquei curiosa pra saber os detalhes que eu tinha perdido, me deu saudade e eu decidi começar do zero e ver a série toda de novo.

Acabei de terminar a 3ª temporada e, gente, quero que dure pra sempre. Eu to completamente viciada apaixonada e cada hora livre do meu dia é destinada a um episódio. Nível de vício: atrasei Outlander e GOT (mas vou resolver isso, já que a 4ª temporada ainda está baixando).

Gilmore Girls recebeu a terrível tradução “Tal mãe, tal filha”, mas isso será ignorado por aqui. A série mostra o dia a dia de Lorelai Gilmore e da sua filha, Rory, que moram na pequena cidade Stars Hollow. Lorelai teve Rory aos 16 anos e isso causou uma mudança imensurável na sua vida. Filha de pais extremamente tradicionais, Lorelai resolveu não casar com o namorado, não ir pra faculdade e ainda saiu de casa com o bebê nos braços, o que levou a um agravamento na sua –  já não tão boa – relação com seus pais.

                                                            Eu aprecio, Emily! o/

Lorelai é engraçada, trabalha numa pousada e é totalmente viciada em café. Rory é super responsável, está estudando loucamente para entrar em Harvard, não vive sem livros e herdou o vício em café da mãe. A relação entre as duas é incrível, os diálogos são extremamente divertidos e eu tenho diversos momentos de grande identificação, principalmente com Lorelai.

É fácil se apegar aos demais personagens como Sookie, Luke, Richard, Emily, Lane, Michel, Cristopher, Dean (♥) e até Paris e Jess. Não quero falar muito mais pra não soltar nenhum spoiler.

Gilmore Girls é uma série leve, divertida e emocionante. Pra provar que não sou a única a pensar desse jeito, mesmo a série tendo sido encerrada em 2007, após sua 7ª temporada, fala-se sobre a possibilidade de uma 8ª que, obviamente, já quero!

Nota: ♥♥♥♥♥

Publicidade